.posts recentes

. Mudança de endereço do bl...

. As nossas máscaras de Car...

. Uma surpresa muito docinh...

. Banho, nem pensar!

. O Palhaço Faísca

. O Palhaço Mocotó

. O Palhaço Capacete

. Actividade de Iniciação à...

. A Escola esteve em festa

. Corrida das vassouras

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

A Árvore de Natal

A Árvore de Natal é um símbolo nesta época do ano. Quizemos também fazer uma para a nossa sala. Lembram-se de nós pedirmos em casa as caixas dos ovos? Era para construirmos a nossa árvore. Ficou muito bonita e é ecológica.

Querem saber como fizemos?

Primeiro a Beatriz com um x-ato cortou as caixas e nós depois pintamos.

Fomos depois montando  e colando as peças em forma de árvore.

Vejam os passos do nosso trabalho.

 

 

 

Aqui estamos a pintar as caixas depois de cortadas.

A tinta sujava muito as mãos e também as batas.

Mas este é o nosso trablho. Os nossos pais têm

de ter paciência.

 

 

Aqui estamos a colar tudo muito direitinho, em

forma de pinheiro.

 

 

 

 

Finalmente a Árvore de Natal ficou pronta

Fizemos umas bolas de papel crepe vermelho,

colamos as estrelas e aqui está o resultado.

Esperamos que gostem....

 

 

 

 

 

 

 


publicado por malmequeres às 19:53

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Os nossos feijoeiros

Como têm crescido os nossos feijões!!! Qualquer dia nem cabem no nosso vaso. Temos que arranjar uma horta para os plantar. Querem ver e irem pensando onde os poderemos colocar?

 

 

 

 

Os nossos jacintos ainda estão bem escondidos, tanto os da água como os que estão na terra.

Quando houver novidades nós comunicamos. Até logo.


publicado por malmequeres às 21:16

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Domingo, 25 de Novembro de 2007

O segredo do Anjo Rafael

Já cheira a Natal. Na nossa escola  temos conversado muito sobre esta festa. A Beatriz contou-nos a história do Natal. Andamos muito contentes e com muito trabalho.

Outra história que ouvimos foi "O segredo do anjo Rafael" e foi por isso que nós publicamos as cartas ao Pai-Natal. Fizemos depois o registo em livro que estará exposta na Festa do Livro na EB2/3 Marques Leitão, em Dezembro.  Os pais que quizerem podem pedir à Beatriz que ela mostra o nosso trabalho. Aqui só vamos por um "cheirinho".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por malmequeres às 22:42

link do post | comentar | favorito
|

Carta ao Pai-Natal

Sr Pai-Natal:

Sabemos que esteve com a Beatriz no Centro Comercial. Vamos colocar no blog as nossas cartas com os nossos desejos. Até não pedimos muios brinquedos pois sabemos que nesta altura tem muitos meninos para oferecer brinquedos.

Se tiver muito trabalho pode pedir ajuda aos anjos carteiros que eles gostam de colaborar.

Esperamos que não se canse muito. Um bom Natal para si e uma boa viagem por este mundo fora....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por malmequeres às 22:15

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

o triangulo que estava triste

O Natal está  a chegar. Quem é que não gosta desta Festa? Todos nós nos preparamos para viver este período com alegria. As ruas das cidades enfeitam-se e enchem-se de música para que todos se sintam bem felizes. As nossas casas também ficam diferentes.Algumas das nossas mães, já  começaram as decorações do Natal. Também nós, na nossa escola, já nos estamos a preparar, para viver esta época festiva, de uma forma muito intensa. Na nossa sala, a Arnaldina contou-nos uma história de Natal, que nos falava das formas geométricas, e que uma delas se sentia muito triste. Como muitasvezes acontece, as tristezas trazem alegrias.  A nossa história começa assim....

O TRIANGULO QUE ESTAVA TRISTE

 

Era uma vez um triângulo que vivia muito triste e só dentro de uma caixa. Tinha perdido todos os seus amigos sem saber como. O que teria acontecido? Um dia em que se sentia mesmo só, começou a chorar. Perto do armário, onde a caixa estava guardada passou o João, que se preparava para enfeitar a sua casa, para a bonita festa que chegará muito em breve, o Natal. Que esquisito, pensou o João, parece que estou a ouvir um som, parece que vem daqui, e abriu a porta do armário. Ah! É mesmo alguém a chorar…Olhou, olhou e nada viu.

Pensou para consigo:

É daqui, parece vir desta caixa. Sem pensar, de imediato abriu-a e ficou espantado. Lá estava um triângulo, ainda com as lágrimas nos olhos. Mas o que é que se passa? Porque choras tu?

-Sinto-me só, perdi os meus amigos quando o ano passado, guardaste os enfeites de Natal. Fiquei sozinho, não posso falar, nem brincar, com eles nem com as outras "formas", com que costumas enfeitar a tua casa João.

-Tens toda a razão sr. Triângulo. Fui muito distraído. Deveria ter guardado todas estas peças, na mesma caixa. Não consigo perceber como isto aconteceu, mas olha não fiques triste…vou procurar os teus amigos numa destas caixas, e vamos tentar resolver este problema. Não quero que chores mais. És tão bonito, tens uma cor verde tão gira… ,vá lá, não chores… e assim tentou consolar o seu amigo.

Pegou numa cadeira e com muito cuidado subiu. Lá no cimo do armário estava uma outra caixa com a indicação “enfeites de Natal”. Ai, Ai está mesmo difícil. Mãe, mãe por favor vem ajudar-me. De imediato, a mãe aproximou-se. Que se passaria? O João parecia preocupado.

-Em cima da cadeira? Ai, ai João já quantas vezes te disse que não se sobe para as cadeiras?

-Oh mãe desculpa, e lá contou o que se tinha passado, pedindo ajuda para conseguir tirar a caixa, ao mesmo tempo que esperava ser compreendido.

-Pronto, vá… vá, mas que seja a última vez.  Que coisa estranha! Um triângulo a chorar… (Dizia para consigo)

Tirou a caixa e deu-a ao João. Qual não foi o seu espanto!... lá estavam mais cinco triângulos com um ar muito cabisbaixo e triste.

Ai…ai pensou o João, mais triângulos tristes!...? Estes não tinham razão para assim estarem. Afinal estavam todos juntos. Mas que engraçados eles eram, todos da mesma cor, mas de tamanhos diferentes. Porque seria?  Então perguntou-lhes:

-Oh meus amigos afinal o que é que se passa? Também estão tristes? Não percebo nada disto?

-Não percebes, responderam todos em coro? Então já te explicamos. No Natal passado perdemos um amigo. Como temos estado fechados nesta caixa, não conseguimos sair para o procurar. Nem imaginas como sentimos a sua falta!!!

-É isso? Perguntou o João a rir-se

Não te rias porque isto é muito sério. Esse nosso amigo faz-nos muita falta, e sem ele nunca mais voltaremos a ser o que éramos todos juntos. Todos os anos nos juntávamos e formávamos uma linda árvore de Natal.

-Não levem a mal, eu compreendo a vossa mágoa, mas se me quiserem ouvir, talvez encontre uma solução para o vosso problema.

-A sério?! Perguntaram os outros triângulos, já bem mais contentes.

-É verdade. É que encontrei o vosso amigo muito triste, dentro de uma outra caixa e vou já buscá-lo.

Assim fez. Quando todos se encontraram, fizeram uma festa. Abraçaram-se todos e muito felizes costruiram um pinheiro. Em baixo o maior, depois outro mais pequeno, depois outro mais pequeno ainda, até que o mais pequenino de todos, ficou no cimo de tudo.

Que bonitos que estavam todos juntos. Que pinheiro tão giro…e tão verde. O João estava mesmo contente por ter conseguido ajudar aqueles seus amigos, e que bonita iria ficar a sua sala.

Quando parecia que já tudo estava resolvido, alguém o chamou.

-João, João somos nós os teus amigos triângulos…sabes, já estamos muito felizes por estarmos juntos, mas queremos ficar ainda mais felizes. Não queres fazer-nos ainda mais um favor?

-Digam…digam, o que quiserem. Dentro do armário há ainda uma outra caixa com mais "formas". Há círculos, quadrados, rectângulos e outros primos nossos, uns triângulos bem mais pequeninos do que nós, que costumam enfeitar-nos agora no Natal.

-Mas que coisa…nunca vi rectângulos, nem círculos, nem quadrados e muito menos triângulos enfeitaram uma árvore de Natal.

-És mesmo um tonto. Tu é que nunca reparaste. Ora ouve…, os círculos de várias cores são as bolas de Natal, os triângulos e os quadrados juntam-se e formam as estrelas, os retângulos são as velas e os triângulos pequeninos são as chamas. E agora já percebeste?

-Bela partida me pregaram. Nunca tinha pensado, que era assim que a mãe construía a árvore de Natal, mas agora vos digo, que quem vos vai enfeitar este ano sou eu, e sabem, até vou levar esta ideia para a minha escola. De certeza que os meus amigos vão gostar desta ideia. Realmente quando estamos todos juntos e pensamos um bocadinho coseguimos fazer coisas bem engraçadas. Vai ser árvore mais bonita que já vi.

Viva, viva, disseram todos juntos. Que felizes que estamos.

 


publicado por malmequeres às 17:12

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

Plantação de bolbos de Jacintos

Como já devem ter visto semeamos os nossos feijões e eles estão a crescer com vontade. A Beatriz trouxe também uns bolbos de uma flor que se chamam jacintos. Também quizemos pôr na terra para ver o que acontece.

 - O bolbo é parecido com o cebola- disse o Diogo, mas não se come... fomos buscar uma floreira e semeamos

- O bolbo é maior que o feijão e ainda não tem raiz, mas ela vai crescer. Temos de regar, pôr à luz e dar-lhe muito amor...

 

 

 

 

 


publicado por malmequeres às 20:22

link do post | comentar | favorito
|

O nosso amigo sr. Francisco

Estamos muito porque conseguimos realizar um trabalho muito engraçado. Um menino e uma menina da nossa sala foram ao Porto, ao centro da cidade. Aí aperceberam-se que muito pertinho do Centro Comercial Via Catarina, havia um cheirinho diferente na cidade. O que seria? Bem depressa se aperceberam que isto só acontece em determinada altura do ano. É outono, o S. Martinho aproxima-se, só poderia ser o cheiro de castanhas assadas. Ah! mas estas castanhas são bem diferentes das que assamos em casa. Então estes nossos amiguinhos explicaram-nos tudo o que tinham visto e com a Arnaldina construimos o nosso carrinho de assar as castanhas e o sr. Francisco que aí trabalhava na rua. Começamos por desenhar o corpo do sr. Francisco com a ajuda de um amigo da sala que se deitou no chão e deixou que fizessemos o contorno do seu corpo. De seguida desenhamos a cara e vestimo-lo. Com Papel de cenário desenhamos e pintamos a sua roupa

 

 

Mas faltava fazermos os acessórios para o carrinho assador. Com uma caixa de plástico fizemos a panela

 

000753qq

 

 Com uma caixa de cartão construimos a caixa do carrinho assador, e com tiras de cartão os suportes e as rodas. Também com garrafas de plástico as bases.

 

 0007435f

 

Depois de todo este trabalho cá está o resultado final. O nosso amigo sr. Francisco a saudar todas as pessoas que vêm ao nosso Jardim e a desejar um bom Magusto. Mal sabiamos nós que no dia seguinte  o sr. João vinha cá fazer-nos uma surpresa. E que surpresa...

 

00076ch8


publicado por malmequeres às 15:50

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sábado, 17 de Novembro de 2007

O nosso Magusto

Hoje vimos contar-vos o nosso Magusto. Nem imaginam quem foi à nossa escola!!! Um amigo do Sr Francisco, o Sr João que é um assador de castanhas. Trouxe um carro para assar as castanhas, carvão e castanhas. Muitos dos meninos não conheciam e foi muito engraçado. As nossas educadoras até disseram que foi o ano em que nós comemos mais castanhas, vejam lá!!! Nós sabemos que os nossos pais deram uma moedinha para pagar aos Sr João. Nós gostamos muito, por isso um obrigada a todos os pais. Querem ver algumas das fotografias, não podemos por aqui todas, se quizerem ver as outras é só pedir à Arnaldina e à Beatriz.

 

 

 

 

 

 

 

As castanhas foram acompanhadas com sumo feito na escola.

O Sr Francisco ao fim da manhã teve de ir embora. Ainda esteve a mostrar-nos o sítio onde se põe o carvão. Como não conseguimos comer as castanhas todas ainda alguns meninos quizeram levar para casa.

 

Á tarde nas salas estivemos a fazer o registo da vinda do Sr João à nossa escola.

 

 

 

 

Continuem a visitar-nos pois iremos ter muitas novidades.


publicado por malmequeres às 15:48

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

2ª fase da germinação do feijão

Vimos hoje dar-vos uma grande novidade:

Na segunda-feira quando chegamos à sala e fomos ver os nossos feijões ficamos espantados.

Os feijões estavam diferentes. Já tinham raiz!!! Querem ver?

 

 

 

A seguir fomos colocar os feijões num vaso com terra

                                                        

       

             

 

E por fim regamos.

 

A seguir estivemos a conversar sobre a importância da raiz: Querem saber para que serve a raiz?

- Para prender a planta à terra

- É por ela que a planta se alimenta

Agora temos de regar bem a planta para crescer o feijoeiro.

Ele precisa de água, luz, terra e muito amor...

Vejam o nosso registo

 

 

Esperem por mais novidades...

Não se esqueçam de comentar as nossas actividades.

Gostamos de saber a opinião de todos.

                              

    


publicado por malmequeres às 22:29

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Experiênca - Germinação do feijão - sala da Beatriz

Ontem fizemos  uma experiência:

Material:

- Feijões

- Algodão

- Frascos

- Água

Realização da experiência:

 

 

Embrulhamos o feijão no algodão e colocamos

no frasco

 

 

Pusemos umas gotas de água

 

Agora temos de esperar a ver o que vai acontecer

               No fim registamos

                  6-11-2007

Esperem para ver...

 


publicado por malmequeres às 23:35

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

.Liebestraum No. 3 in A flat Major

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


.tags

. todas as tags

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds