.posts recentes

. Mudança de endereço do bl...

. As nossas máscaras de Car...

. Uma surpresa muito docinh...

. Banho, nem pensar!

. O Palhaço Faísca

. O Palhaço Mocotó

. O Palhaço Capacete

. Actividade de Iniciação à...

. A Escola esteve em festa

. Corrida das vassouras

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

Terça-feira, 18 de Dezembro de 2007

Uma corrida de Bruxas

Na semana passada tivemos uma visita. Duas amigas de Beatriz, a Margarida e a Suzana, vieram à nossa sala contar uma história de bruxas. Até traziam chapéu, luvas, vassoura e tudo aquilo que pertence às bruxas:

 

Nós estivemos com muita atenção e no fim estivemos a imaginar a conversa ao telemóvel entre as duas bruxas que entravam na história:

 

 

Durante a história estavamos todos com muita atenção.

 

A Beatriz e as amigas ficaram muito contentes pois estivemos muito atentos e não tivemos nenhuma dificuldade em recontar a história.

À tarde  a Beatiz disse que gostava de pôr a história no blog, mas já não se lembrava muito bem. Então nós, contamos a história enquanto a Beatriz escrevia o que nós diziamos.

"Era uma vez uma bruxa que gostava de viver nas alturas por isso a sua casa era num guindaste. Era tão alto que podia ver tudo à sua volta, só que era tudo tão pequeno que parecia de brincar.

A bruxa chamava-se Cornélia e era muito alta, tinha um gato preto e morcegos pra lhe fazer os recados. Tinha também uma grande colecção de vassouras: uma não aguentava peso, a outra voava muito depressa, ainda outra que voava muito alto e outra que  tornava invisível quem nela andasse.

 

A Cornélia tinha uma prima gorda e baixa, vivia junto ao rio e chamava-se Tarancula.

 

 

 

Ela não andava de vassoura, tinha um barco voador em forma de crocodilo e uma boia parecida com uma giboia.

 

Um dia a Cornélia convidou a sua prima para fazer um piquenique. Então resolveu telefonar-lhe:

- Estou, quem fala?

- Sou a Tarancula

- E eu sou a tua prima Cornélia. Queres vir fazer um piquenique e uma corrida de vassouras.

- Pode ser. - respondeu a Tarancula

- Então às 6 horas eu espero por ti na praia - disse a Cornélia.

Então à hora combinada encontraram-se. A Cornélia emprestou à prima a vassoura que não aguentava peso. Então a vassoura partiu e ela caiu em cima de uma estátua.

Uns dias mais tarde a Tarancula convidou a Cornélia para um passeio de barco. Levavam para o almoço rissois de camaleão, croquetes de tripas com pimenta, agua-rás e água das pedras.

O barco ia tão pesado e abanava tanto que o gato enjoou e caiu à agua. A prima Cornélia saltou do barco para salvar o gato, mas com não sabia nadar quase se afogou. A prima Tarancula atirou-lhe a boia giboia que a apertou muito.

Como estavam todos salvos as duas primas deram um grande abraço e fizeram as pazes, arrependendo-se das partidas que pregaram uma à outra.

As primas bruxas estão à espera de ser convidadas para irem à festa da casa dos meninos que gostaram desta história.

"FOMOS TODOS NÓS"


publicado por malmequeres às 23:17

link do post | comentar | favorito
|

.Liebestraum No. 3 in A flat Major

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


.tags

. todas as tags

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds