.posts recentes

. Mudança de endereço do bl...

. As nossas máscaras de Car...

. Uma surpresa muito docinh...

. Banho, nem pensar!

. O Palhaço Faísca

. O Palhaço Mocotó

. O Palhaço Capacete

. Actividade de Iniciação à...

. A Escola esteve em festa

. Corrida das vassouras

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

Domingo, 25 de Novembro de 2007

o triangulo que estava triste

O Natal está  a chegar. Quem é que não gosta desta Festa? Todos nós nos preparamos para viver este período com alegria. As ruas das cidades enfeitam-se e enchem-se de música para que todos se sintam bem felizes. As nossas casas também ficam diferentes.Algumas das nossas mães, já  começaram as decorações do Natal. Também nós, na nossa escola, já nos estamos a preparar, para viver esta época festiva, de uma forma muito intensa. Na nossa sala, a Arnaldina contou-nos uma história de Natal, que nos falava das formas geométricas, e que uma delas se sentia muito triste. Como muitasvezes acontece, as tristezas trazem alegrias.  A nossa história começa assim....

O TRIANGULO QUE ESTAVA TRISTE

 

Era uma vez um triângulo que vivia muito triste e só dentro de uma caixa. Tinha perdido todos os seus amigos sem saber como. O que teria acontecido? Um dia em que se sentia mesmo só, começou a chorar. Perto do armário, onde a caixa estava guardada passou o João, que se preparava para enfeitar a sua casa, para a bonita festa que chegará muito em breve, o Natal. Que esquisito, pensou o João, parece que estou a ouvir um som, parece que vem daqui, e abriu a porta do armário. Ah! É mesmo alguém a chorar…Olhou, olhou e nada viu.

Pensou para consigo:

É daqui, parece vir desta caixa. Sem pensar, de imediato abriu-a e ficou espantado. Lá estava um triângulo, ainda com as lágrimas nos olhos. Mas o que é que se passa? Porque choras tu?

-Sinto-me só, perdi os meus amigos quando o ano passado, guardaste os enfeites de Natal. Fiquei sozinho, não posso falar, nem brincar, com eles nem com as outras "formas", com que costumas enfeitar a tua casa João.

-Tens toda a razão sr. Triângulo. Fui muito distraído. Deveria ter guardado todas estas peças, na mesma caixa. Não consigo perceber como isto aconteceu, mas olha não fiques triste…vou procurar os teus amigos numa destas caixas, e vamos tentar resolver este problema. Não quero que chores mais. És tão bonito, tens uma cor verde tão gira… ,vá lá, não chores… e assim tentou consolar o seu amigo.

Pegou numa cadeira e com muito cuidado subiu. Lá no cimo do armário estava uma outra caixa com a indicação “enfeites de Natal”. Ai, Ai está mesmo difícil. Mãe, mãe por favor vem ajudar-me. De imediato, a mãe aproximou-se. Que se passaria? O João parecia preocupado.

-Em cima da cadeira? Ai, ai João já quantas vezes te disse que não se sobe para as cadeiras?

-Oh mãe desculpa, e lá contou o que se tinha passado, pedindo ajuda para conseguir tirar a caixa, ao mesmo tempo que esperava ser compreendido.

-Pronto, vá… vá, mas que seja a última vez.  Que coisa estranha! Um triângulo a chorar… (Dizia para consigo)

Tirou a caixa e deu-a ao João. Qual não foi o seu espanto!... lá estavam mais cinco triângulos com um ar muito cabisbaixo e triste.

Ai…ai pensou o João, mais triângulos tristes!...? Estes não tinham razão para assim estarem. Afinal estavam todos juntos. Mas que engraçados eles eram, todos da mesma cor, mas de tamanhos diferentes. Porque seria?  Então perguntou-lhes:

-Oh meus amigos afinal o que é que se passa? Também estão tristes? Não percebo nada disto?

-Não percebes, responderam todos em coro? Então já te explicamos. No Natal passado perdemos um amigo. Como temos estado fechados nesta caixa, não conseguimos sair para o procurar. Nem imaginas como sentimos a sua falta!!!

-É isso? Perguntou o João a rir-se

Não te rias porque isto é muito sério. Esse nosso amigo faz-nos muita falta, e sem ele nunca mais voltaremos a ser o que éramos todos juntos. Todos os anos nos juntávamos e formávamos uma linda árvore de Natal.

-Não levem a mal, eu compreendo a vossa mágoa, mas se me quiserem ouvir, talvez encontre uma solução para o vosso problema.

-A sério?! Perguntaram os outros triângulos, já bem mais contentes.

-É verdade. É que encontrei o vosso amigo muito triste, dentro de uma outra caixa e vou já buscá-lo.

Assim fez. Quando todos se encontraram, fizeram uma festa. Abraçaram-se todos e muito felizes costruiram um pinheiro. Em baixo o maior, depois outro mais pequeno, depois outro mais pequeno ainda, até que o mais pequenino de todos, ficou no cimo de tudo.

Que bonitos que estavam todos juntos. Que pinheiro tão giro…e tão verde. O João estava mesmo contente por ter conseguido ajudar aqueles seus amigos, e que bonita iria ficar a sua sala.

Quando parecia que já tudo estava resolvido, alguém o chamou.

-João, João somos nós os teus amigos triângulos…sabes, já estamos muito felizes por estarmos juntos, mas queremos ficar ainda mais felizes. Não queres fazer-nos ainda mais um favor?

-Digam…digam, o que quiserem. Dentro do armário há ainda uma outra caixa com mais "formas". Há círculos, quadrados, rectângulos e outros primos nossos, uns triângulos bem mais pequeninos do que nós, que costumam enfeitar-nos agora no Natal.

-Mas que coisa…nunca vi rectângulos, nem círculos, nem quadrados e muito menos triângulos enfeitaram uma árvore de Natal.

-És mesmo um tonto. Tu é que nunca reparaste. Ora ouve…, os círculos de várias cores são as bolas de Natal, os triângulos e os quadrados juntam-se e formam as estrelas, os retângulos são as velas e os triângulos pequeninos são as chamas. E agora já percebeste?

-Bela partida me pregaram. Nunca tinha pensado, que era assim que a mãe construía a árvore de Natal, mas agora vos digo, que quem vos vai enfeitar este ano sou eu, e sabem, até vou levar esta ideia para a minha escola. De certeza que os meus amigos vão gostar desta ideia. Realmente quando estamos todos juntos e pensamos um bocadinho coseguimos fazer coisas bem engraçadas. Vai ser árvore mais bonita que já vi.

Viva, viva, disseram todos juntos. Que felizes que estamos.

 


publicado por malmequeres às 17:12

link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Fatima Sousa(Daniel) a 27 de Novembro de 2007 às 11:11
Que surpresa!!...Uma àrvore de Natal igual à que fizemos,mamã!,eu pintei 3 triângulos:1 pequeno,1médio e um grande e as bolinhas.Recortamos tudo e colamos numa folha de papel q coloquei junto à n/ àrvore de Natal.Etão as duas mt bonitas!... e a história dos triângulos tb.A mamã quer q a Educadora Arnaldina saiba q se tem esforçado pª q eu faça actividades aqui em casa,uma vez q ñ posso estar aí na escolinha!Tenho feito desenhos e letras,todos os dias.Ontem fizemos uma tira de anjinhos de um metro pª enrolar na n/ àrvore de Natal.A mamã sempre q pode dá uma espreitadela no Blog dos Malmequeres q tem actividades tão interessantes e engraçadas.Muitos Parabéns!!Beijinhos!..Daniel


Comentar post

.Liebestraum No. 3 in A flat Major

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


.tags

. todas as tags

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds